Centro de serviços compartilhados: tudo que você precisa saber!

Centro de serviços compartilhados (CSC) é uma estrutura organizacional interna que centraliza a oferta de determinados serviços para unidades de negócio dentro de uma empresa.

Na prática, os CSC’s centralizam trabalhos administrativos com o objetivo de padronizar e simplificar processos. Dessa forma, uma companhia é capaz de aprimorar sua operação, concentrar maiores esforços em áreas estratégicas de seu core business, além de potencializar resultados.

O conceito surgiu na década de 70, nos Estados Unidos. Posteriormente, nos anos 90 chegou ao Brasil. Na época, o centro de serviços compartilhados funcionava como uma ferramenta integrada às empresas, viabilizando a criação de estratégias para gestão e aprimoramento de processos.

O objetivo do CSC é padronizar a execução de determinadas tarefas de uma companhia. Dessa forma, os processos de uma organização terão o mesmo padrão, independentemente da localização geográfica (filiais e matriz) ou ramo de negócios, caso a empresa tenha tipos diferentes de atividades.

Como funcionam os CSC’s?

Como mostramos, os centros de serviços compartilhados são unidades operacionais que reúnem funções de apoio de uma organização. Normalmente, os setores de uma empresa trabalhariam de forma isolada, todavia, graças aos CSC’s, há a integração de diferentes setores através de uma comunicação eficiente.

Na prática, os centros de serviços compartilhados reúnem demandas de diversos departamentos de uma companhia, centralizando atividades financeiras, comerciais e de TI, por exemplo. O principal objetivo é atender de forma padronizada, tanto colaboradores como clientes.

Para visualizar de forma mais clara como funciona um centro de serviços compartilhados daremos um exemplo. Uma grande empresa possui sede em Belo Horizonte. Além disso, essa organização possui filiais em São Paulo, no Rio de Janeiro, Paraná e Curitiba.

Em todas as unidades dessa empresa, as transações financeiras de pagamentos aos funcionários apresentará o mesmo padrão de tratamento, uma vez que este processo, é operado por um CSC, não importando as regiões. Assim, os procedimentos serão iguais e escaláveis.

Quais os benefícios dos CSC’s?

Quando aplicado corretamente, o centro de serviços compartilhados proporciona muitos benefícios para as organizações, principalmente, para empresas que possuem unidades em diferentes cidades, estados e países ou, ainda, que contam com ampla diversidade de negócios.

Redução de custo

Dentro do CSC, grande parte dos procedimento são automatizados, pois há grande utilização de tecnologia. Além disso, existe uma única equipe responsável por realizar as tarefas administrativas.

Estas características permitem que as organizações economizem mão de obra, evitem retrabalhos, além de minimizar falhas ao longo do processo. Por fim, como as atividades são centralizadas, há padronização e uniformidade na execução de demandas, independentemente da unidade atendida.

Aumento da produtividade

Nos centros de serviço compartilhado, a velocidade de execução das tarefas é maior. Além disso, os resultados são previsíveis e replicáveis e o desempenho das equipes é muito alto. Isso permite que os resultados sejam mais eficientes e de maior expressão.

Aumento da qualidade dos serviços

No CSC os processos são alinhados para todas as unidades de negócio. Isso, além de facilitar a transparência e análise de dados permite que pesquisas de satisfação sejam aplicadas aos clientes internos com maior rapidez e assertividade.

Assim, é possível aprimorar constantemente a prestação dos serviços, uma vez que a quantidade de informações recebidas é ampla e segura, dada a exatidão das pesquisas de satisfação.

Ressaltamos que existem outros benefícios além dos apresentados neste artigo. A lista apresentada não é exaustiva, podendo existir demais benefícios diferentes dos contemplados nessa lista.

Gestão de transporte a partir de um CSC?

Através de um centro de serviços compartilhados, sobretudo, mediante utilização de tecnologia, uma organização pode gerenciar toda a oferta de serviços de transporte empresarial.

Além disso, é possível centralizar em um CSC a gestão dos serviços de transporte de todas as unidades de uma determinada companhia, empregando softwares para gestão de transporte que simplificam as tarefas, rotinas e processos de apoio.

Conclusão

Para organizações de grande porte, com muitas unidades e atividades, os centros de serviços compartilhados são alternativas estratégicas vantajosas para o crescimento organizacional. Contudo, o modelo pode ser adotado por empresas pequenas que queiram focar no core business.

Agora que você aprendeu mais sobre o que é centro de serviços compartilhados e como eles funcionam, descubra mais sobre transporte público autônomo, se é uma utopia ou se será umas das vertentes da mobilidade do futuro.

Recent Posts