5 coisas que todo bom gestor de frota deve fazer

O dia a dia de uma operação de transporte pode ser extremamente complexo, o que demanda constante atenção dos gestores de frota. Afinal, é fundamental que os processos sejam bem definidos e estejam alinhados aos objetivos da organização.

Essa realidade, em contrapartida, cobra dos gestores de frota ações que otimizem as atividades chave, sobretudo, para que a operação seja funcional, uma vez que a satisfação dos clientes e a lucratividade da empresa é reflexo dessa realidade.

Pensando nisso, no artigo dessa semana mostraremos cinco habilidades importantes no desempenho da função dos gestores de frota, relacionadas ao controle operacional, automatizações e digitalização, uma vez que tais habilidades tornarão a operação mais eficiente e rentável.

No artigo de hoje, falaremos sobre:

  • Gerencie os motoristas
  • Otimize as rotas da sua operação
  • Acompanhe as manutenções
  • Analise o consumo de sua frota
  • Gerencie baseado na informação

Gerencie os motoristas

Gerenciar a atuação dos motoristas é uma ação administrativa muito importante, uma vez que essa atividade está diretamente relacionada ao desempenho da sua frota, o que impacta diretamente seus custos, bem como a satisfação de seus clientes.

Como saber se os motoristas estão cumprindo a rota estabelecida? Como monitorar o comportamento dos condutores no intercurso das entregas e coletas? Como saber a forma de condução dos motoristas, isto é, eles aceleram demais? Freiam bruscamente?

É fundamental conhecer essas e outras informações relacionadas ao comportamento dos motoristas, uma vez que a forma de condução afeta diretamente seus custos, impacta as manutenções veiculares, bem como o consumo de combustível.

Mas, como você, gestor de frota, pode obter esses informes? Utilizando um software de gestão que viabilize esse conhecimento, automatizando esse processo de forma sistemática e constante.

Dessa forma, conhecendo de perto o comportamento dos condutores da sua frota, você poderá tomar medidas para reduzir custos, criar sistemas de recompensa para os melhores motoristas, além de averiguar de perto onde sua operação apresenta falhas.

Otimize as rotas da sua operação

As rotas, talvez, sejam o principal “ativo” da gestão de transporte. A depender da composição de itinerários da sua operação, ela poderá dar lucro ou, constantemente, grandes prejuízos.

Dessa forma, é fundamental que os gestores de frota, ao desenharem as rotas da operação, utilizem sistemas que otimizem esse processo. A melhor solução para essa importante atividade é utilizar a roteirização.

Através da roteirização, todas as rotas estarão sempre otimizadas, o que impacta diretamente o consumo de combustível e o tempo de circulação dos seus veículos durante entregas e coletas, além de preservar a vida útil dos veículos, o que se relaciona às manutenções.

Para aprender tudo sobre a roteirização, é só clicar aqui e ler um artigo completo que escrevemos sobre esse importante tema para a gestão de transporte.

Acompanhe as manutenções

De nada adiante ter controle sobre o comportamento dos veículos e utilizar rotas completamente otimizadas se os veículos não estão com a manutenção devidamente em dia.

É importante ressaltar que os prejuízos vão além do conserto em si, uma vez que o tempo que o veículo permanece parado representa perda de receitas, além de influenciar no planejamento da operação, desestabilizando o fluxo de trabalhos da sua transportadora.

Portanto, outro aspecto muito importante que deve ser constantemente equacionado pelos gestores de frota é a realização das manutenções veiculares, sobretudo, no tempo adequado, evitando, assim, desperdícios e problemas futuros.

Analise o consumo de sua frota

Ao gerenciar os motoristas, otimizar as rotas e acompanhar regularmente as manutenções de sua frota, analisar o consumo de seus veículos será uma tarefa muito mais simples e assertiva, uma vez que as outras informações, diretamente relacionadas ao consumo, serão seguras.

Perceba que a gestão de transporte é dependente de outras atividades que formam o processo. Se uma das atividades não for desempenhada da forma correta, é muito provável que todas as outras serão afetadas.

Em outras palavras, se o gestor de frota for negligente com as principais atividades do processo, seguramente, a sua organização estará perdendo dinheiro, acumulando prejuízos e uma série de chateações.

Gerencie baseado na informação

Em nosso país, bem como em diversas empresas é muito comum à chamada gestão do caos, isto é, espera-se o problema se estabelecer para, então, pensar em soluções que o resolvam.

Todavia, essa não precisa ser a realidade da sua empresa. É fundamental que os gestores de frota gerenciem a operação com base em informações concretas, o que, muitas vezes, permitirá a antecipação a possíveis problemas ou, pior, ao seu agravamento.

Todas as outras dicas desse artigo, podem ser implementadas, bem como a gestão baseada exclusivamente na informação, através da contratação de um software específico para gestão de transporte.

Nosso sistema faz isso, e muito mais! Para conhecê-lo, basta clicar aqui! Temos soluções para várias necessidades de transporte!

Conclusão

Como mostramos, é fundamental que os gestores de frota tenham habilidades que contribuam beneficamente para a boa performance operacional das operações de transporte.

Agora que você aprendeu mais sobre isso, descubra tudo sobre as novas placas no padrão Merconsul e esclareça todas as suas dúvidas sobre este assunto!

Recent Posts