Como a gestão de custos impacta a sua operação de transporte?

Conhecer os custos de uma operação de transporte é fundamental para qualquer gestor que queira diminuir os riscos produzidos pelo empreendimento. Quando analisados em contraste com os demais custos de uma organização, os custos logísticos em geral estão entre os mais importantes de uma empresa.

Além disso, é preciso controlar atentamente os custos para reduzir perdas, sejam estas geradas por desperdícios ou más decisões tomadas pelo corpo estratégico da organização, uma vez que isso pode colocar a empresa em desvantagem diante da concorrência.

Pensando nisso, no artigo desta semana, falaremos sobre os tipos de custos incidentes em uma operação de transporte, além de demonstrar como uma operação pode implementar uma gestão satisfatória e segura de suas próprias despesas.

No artigo desta semana, mostraremos:

  • Quais são os custos da sua operação?
  • Custos fixos
  • Custos variáveis
  • Custo de oportunidade
  • Ferramentas para controle de custos

Quais são os custos da sua operação?

Para uma operação funcionar de forma saudável, controlar as despesas e desenvolver estratégias para reduzir custos, é necessário identificar e classificar os custos de acordo com suas características. Abaixo, mostramos com detalhes os tipos de custos presentes em uma operação, além de exemplificar cada um deles.

Custos fixos

Segundo a definição contábil, despesas ou custos fixos são aqueles que não sofrem alteração de valor em caso de aumento ou diminuição da produção. Independem portanto, do nível de atividade de uma organização. São conhecidos também como custo de estrutura.

Alguns exemplos de custos fixos, são:

  • Aluguel de equipamentos e instalações
  • Salário de funcionários
  • Despesas com segurança e vigilância
  • Limpeza e conservação
  • Impostos

Custos variáveis

Da mesma forma, segundo a definição contábil, classificamos como custos ou despesas variáveis aqueles que variam proporcionalmente de acordo com o nível de produção ou atividades. Seus valores dependem diretamente do volume produzido ou volume de vendas efetivado num determinado período.

Alguns exemplos de custos variáveis, são:

  • Aquisição de matérias primas
  • Manutenções veiculares
  • Insumos produtivos (água, energia, etc.)
  • Combustível
  • Custos administrativos (escritório)

Custo de oportunidade

O custo de oportunidade é um termo usado em economia para indicar o custo de algo em termos de uma oportunidade renunciada, ou seja, o custo, até mesmo social, causado pela renúncia do ente econômico, bem como os benefícios que poderiam ser obtidos a partir desta oportunidade renunciada ou, ainda, a mais alta renda gerada em alguma aplicação alternativa.

Mas, o que uma empresa pode fazer para controlar os custos, além de desenvolver estratégias para reduzi-los?

Ferramentas para controle de custos

Para tornar a rotina financeira de uma operação de transporte mais simplificada, é recomendável investir em ferramentas que simplifiquem as atividades, além de oferecer insights para reduzir custos.

Softwares de gestão de transporte, além de contarem com módulos financeiros, oferecem ferramentas que auxiliam muito os gestores na condução das atividades de transporte, tanto para otimizações, como simplificando o dia a dia de uma operação.

Conheça o nosso software para gestão transporte, o iTransport, que atende diversas necessidades de transporte de uma organização.

Conclusão

Como mostramos, é de grande importância conhecer quais são os tipos de custos que sua operação de transporte possui, pois, além de classificá-los, é possível desenvolver estratégias corretas de redução de despesas.

Agora que você aprendeu mais sobre os tipos de custos que uma operação de transporte possui, descubra tudo sobre a importância da cultura organizacional na gestão de transportes.

Recent Posts