Conheça os tipos de combustíveis existentes

Hoje em dia, quando vamos a algum posto de combustível, nos deparamos com diversos tipos de combustíveis. Além disso, em mesmas categorias de produto, se não bastasse, há variações na oferta disponível.

Pensando nisso, no artigo de hoje mostraremos as diferenças existentes entre os tipos de gasolina comercializados no país. Além disso, dada a ampla oferta de combustíveis, falaremos, ainda, dos principais combustíveis disponíveis.

Neste artigo, você aprenderá sobre:

  • Gasolina: tipos e diferenças
  • Etanol e etanol aditivado
  • Gás natural veicular (GNV)
  • Diesel: tipos e diferenças

Gasolina: tipos e diferenças

Derivado do petróleo, é o combustível principal utilizado pelos automóveis no país. No Brasil, existem alguns tipos comercializados e, a partir de agora, veremos cada um deles detalhadamente.

Gasolina comum

É a principal gasolina utilizada pelos veículos do nosso país. Em sua composição, possui 27% de etanol anidro. A legislação brasileira estabeleceu, por meio da Portaria número 143 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que a adição de etanol anidro deve ser de um percentual de 25%.

Ao se adicionar etanol na gasolina, colhem-se tanto benefícios como consequências negativas. Como pontos positivos, destacamos o aumento do índice de octanagem da gasolina, além da diminuição da emissão de monóxido de carbono na atmosfera.

Por pontos negativos, destacamos o aumento no consumo de combustível do automóvel, além do crescimento na produção de óxidos de nitrogênio.

Gasolina aditivada

Este tipo de gasolina possui detergentes dispersantes em sua composição, que promovem a limpeza do motor, além de aditivos que auxiliam na lubrificação das partes internas do conjunto, promovendo durabilidade e um melhor desempenho.

Como vimos, a gasolina aditivada auxilia na limpeza do motor, além de permitir um menor consumo de combustível. Recomenda-se, dado o acúmulo de resíduos produzidos pela queima da gasolina, que se abasteça com este tipo de gasolina a cada 3 ou 4 tanques.

Gasolina premium

É indicada para veículos de alto desempenho, como os esportivos de luxo, por exemplo. A principal vantagem deste tipo de gasolina, quando comparada às demais, é permitir um melhor aproveitamento do motor. Isso, por entregar desempenho e autonomia.

Por se tratar de uma gasolina com alta octanagem, somente carros de alta performance, originalmente preparados para este tipo de combustível, conseguirão desfrutar de todos os benefícios oferecidos por este tipo de gasolina.

Carros “comuns”, ao serem abastecidos com este tipo de gasolina, terão como vantagem, apenas o fato de haver, em sua composição, aditivos. No mais, este tipo de combustível irá funcionar como uma gasolina “normal”.

Etanol e etanol aditivado

No Brasil, este tipo de combustível é produzido a partir da cana-de-açúcar, todavia, destacamos que o etanol pode ser produzido a partir de diversas outras fontes vegetais, como acontece em outros países, por exemplo.

Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) o etanol nacional é produzido a partir da cana-de-açúcar pelas vantagens energéticas e econômicas oferecidas por este insumo.

O etanol encontrado nos postos é do tipo hidratado, isto é, uma mistura de álcool e água com proporção mínima de etanol de 94,5%. Ademais, este tipo de combustível apresenta uma octanagem maior do que a da gasolina.

Em termos práticos, isso implica em um melhor aproveitamento do potencial do motor, contudo, devido ao seu menor calor específico, há um maior consumo se comparado a outros tipos de combustível.

Etanol aditivado

Diferentemente do etanol comum, o etanol aditivado possui aditivos que promovem a limpeza e proteção dos bicos injetores dos automóveis e de todo o sistema de injeção do veículo.

Além disso, contam com anticorrosivos que evitam a formação de ferrugem nas partes internas do conjunto motriz, agentes que reduzem o atrito entre as peças do motor e promovem um funcionamento otimizado de todo o conjunto.

GNV (Gás Natural Veicular)

Este combustível, além de barato, possui baixo impacto ambiental. Deriva-se do gás natural ou do biometano, ou ainda da mistura de ambos, sendo, o principal componente o metano. Pode alcançar uma economia em torno de 60% em comparação ao etanol e a gasolina.

Ressaltamos que a adaptação realizada em vários veículos de passeio, transformando-os em veículos GNV, não é tão eficiente como em carros originalmente preparados para este tipo de combustível.

Diesel: tipos e diferenças

É o combustível mais usado em nosso país (diesel comum). É um composto formado por carbono e hidrogênio e, em baixas concentrações, por enxofre, nitrogênio  e oxigênio. Além disso, possui alto rendimento energético e elevada autonomia.

Diesel S-10

No Brasil, são vendidos dois tipos de diesel: o comum (S-500) com teor de enxofre de 500 ppm (partes por milhão), e o S-10 com teor máximo de 10 ppm. O diesel S-10 é menos poluente é mais caro do que o diesel comum.

Diesel aditivado

Se difere do diesel comum por apresentar em sua composição um pacote multifuncional de aditivos, conta com detergentes dispersantes, anti corrosivos e anti-espumantes, que ajudam na manutenção do motor e na limpeza de todo o conjunto.

Diesel premium

Seu principal diferencial é o número maior de cetano (hidrocarboneto que mede a qualidade da ignição do óleo diesel), mínimo de 51, enquanto o diesel S-10 tradicional apresenta mínimo de 48.

Proporciona melhor qualidade no sistema de ignição, além de promover melhor desempenho no veículo.

Conclusão

Como vimos, em nosso país existem várias ofertas de combustível, com funções, características, usos e destinos específicos. Através deste artigo, esperamos fornecer maior informação e poder de decisão aos consumidores, além de gestores de frota.

A plataforma iTransport, por exemplo, destinada à gestão de transporte, possui um módulo para gestão de abastecimento, que auxilia gestores de frota e motoristas no dia a dia de uma operação de transporte a gerenciarem os abastecimentos do veículo.

Agora que você aprendeu mais sobre os tipos de combustíveis ofertados em nosso país, descubra tudo sobre planejamento de entregas, como deve ser feito, que fatores devem ser considerados e qual a importância disso para transportadoras e empresas de entrega.

Recent Posts