Drones: o futuro da logística?

Apesar dos avanços tecnológicos e das soluções disponíveis para otimizar o planejamento organizacional e a lógica administrativa, os modais de transporte utilizados ao longo de toda a cadeia ainda continua centrado no transporte rodoviário.

Este padrão, ao longo do tempo, não sofreu grandes evoluções, por maiores que tenham sido as inovações de suporte às operações logísticas. Todavia, um novo meio de transporte logístico, ainda incipiente, promete inaugurar uma nova era na logística de entregas.

No artigo de hoje falaremos a respeito dos drones como modais de transporte logístico. Mostraremos seu potencial de uso, além de abordar seus principais benefícios, tanto para as empresas como para o mercado consumidor.

No artigo de hoje, você vai aprender sobre:

  • Potencial de uso dos drones e principais benefícios
  • Prazo de entrega
  • Segurança
  • Maior cobertura geográfica
  • Infraestrutura
  • Redução da emissão de poluentes
  • Custo
  • Barreiras à implementação dos drones

Potencial de uso dos drones e principais benefícios

Independentemente dos avanços do mercado logístico, existem alguns aspectos que ultrapassam a capacidade das inovações de resolverem problemas diários das operações de transporte, das empresas e, até mesmo, dos mercados.

Ainda assim, o surgimento dos drones e sua utilização como modal logístico alternativo pode resolver grande parte dos principais problemas enfrentados pelas empresas que movimentam cargas diariamente.

Mesmo com a limitação do peso da carga suportada pelos drones, grande parte dos principais problemas podem ser solucionados definitivamente com a adoção em massa deste tipo versátil de transporte. Citaremos, brevemente, quais são estes problemas e como os drones os resolveria.

Prazo de entrega

Os drones resolveriam os problemas relacionados aos prazos de entrega, sobretudo, em entregas locais, o que chamamos de última milha. Além disso, os prazos convencionais seriam reduzidos, dada a eficiência e rapidez deste tipo de transporte.

Segurança

O transporte de cargas é extremamente vulnerável, visado por criminosos e alvo fácil nas estradas e ruas do nosso país. O transporte realizado pelos drones resolveria parte deste problema, uma vez que ficaria mais difícil, ao menos na teoria, roubar as cargas em transporte, o próprio equipamento, além de preservar a vida do motorista.

Maior cobertura geográfica

Através dos drones, regiões de difícil acesso do nosso país, por exemplo, poderiam ser incluídas no mercado digital, além de regiões hostis e socialmente marginalizadas dentro das grandes cidades.

Infraestrutura

Comparativamente, uma frota de drones, além de ser mais barata, ocuparia muito menos espaço do que uma frota de caminhões, por exemplo. Tal fator otimizaria o espaço físico das empresas e a infraestrutura das companhias.

Redução da emissão de poluentes

A poluição do ar seria reduzida com a utilização de drones, uma vez que alguns destes “veículos” não utilizam combustíveis derivados do petróleo. A emissão de CO² e particulados, principalmente, reduziria abundantemente.

Custo

O custo das empresas reduziria naturalmente. Este aspecto, além de influenciar o valor das mercadorias e dos produtos comercializados, viabilizaria margens de lucro maiores e uma maior competitividade nos mercados, além de um melhor nível de serviço.

Barreiras à implementação dos drones

Evidentemente, os drones têm muito a contribuir com as estratégias logísticas das empresas, todavia, existem alguns aspectos relacionados à sua utilização que ainda precisam estar mais claros.

Por mais que grandes empresas, como, Google e Amazon, tenham realizado testes com este tipo de transporte, fatores como regulamentação e especialização de controladores (“pilotos”) ainda precisam estar mais claros.

Apesar de não tripulado, se operado de maneira imprudente, o equipamento pode causar graves acidentes e prejuízos para terceiros e para própria organização, além de ocasionar problemas jurídicos e influenciar a demanda das companhias.

Conclusão

Como vimos, os drones têm grande potencial para revolucionar o mercado de entregas, sobretudo aquelas relacionadas a última milha e de menor impacto, quer dizer, onde o equipamento percorre distâncias mais curtas.

Mas, por mais promissores que sejam os atuais testes realizados, há necessidade de regulamentação e treinamento de pilotos, principalmente, pela tendência à profissionalização deste tipo de atividade.

Agora que você aprendeu mais sobre os drones e seus benefícios para a entrega de produtos e mercadorias, descubra tudo sobre o planejamento logístico para e-commerce e as principais etapas deste processo.

Recent Posts