Frete de retorno: o guia completo!

Um desafio constante das transportadoras é otimizar a operação, justamente pelos altos custos do transporte de cargas, que envolve gastos com combustível, pedágios, manutenções e possíveis multas.

Uma das maneiras de potencializar o retorno financeiro, além de equilibrar os processos logísticos, quer de entrega ou coleta de materiais, é, justamente, o chamado frete de retorno. Você já ouviu falar desse tipo de frete?

Regressar de uma viagem com o caminhão vazio, além de frustrante, representa prejuízos às contas das transportadoras. Todavia, é perfeitamente possível reverter essa situação.

Pensando nisso, no artigo de hoje mostraremos o que é frete de retorno, qual sua importância, quais os tipos dessa modalidade, além de mostrar como as transportadoras podem garantir bons fretes de retorno.

No artigo de hoje, falaremos sobre:

  • O que é frete de retorno e qual sua importância?
  • Quais são os tipos de frete de retorno?
  • Carga fechada
  • Carga dedicada
  • Carga fracionada
  • Carga urgente
  • Como garantir bons fretes de retorno?
  • Crie parcerias
  • Cobre pela ida e volta em regiões mais remotas
  • Estude atentamente a rota definida

O que é frete de retorno e qual sua importância?

Muito já se ouviu que o Brasil é um país de dimensões continentais e, de fato, nosso país possui um vasto território. Enquanto algumas regiões são populosas e economicamente desenvolvidas, o que aumenta as chances do caminhão voltar “cheio”, outras regiões, no entanto, são mais afastadas, aumentando a probabilidade dos caminhões retornarem à sua origem com as carrocerias vazias.

Essa realidade, somada aos altos custos do transporte de cargas no nosso país, tornam o frete de retorno uma excelente e necessária estratégia logística, visando à maximização dos lucros, a redução de perdas e a sustentabilidade da organização.

O frete de retorno acontece quando uma empresa organiza suas rotas de tal maneira que um caminhão ou veículo similar, como as vans, por exemplo, regressam de um determinado ponto de entrega cheio, isto é, com novas cargas (em atendimento a um novo pedido) evitando, desse modo, que o veículo circule vazio e acumule prejuízos.

Quais são os tipos de frete de retorno?

Basicamente, no cenário nacional, existem quatro modalidades de frete de retorno. É fundamental que o gestor de transporte conheça exatamente cada uma delas para planejar os roteiros da melhor forma possível.

Carga fechada

As cargas fechadas ocupam todo o espaço de um veículo, o que implica em um trajeto sem paradas. Para que essa modalidade seja vantajosa, o ideal é negociar um valor mais alto de frete ou fechar um acordo com o embarcador para transportar outras mercadorias, podendo ser, por exemplo, um trabalho de logística reversa.

Carga dedicada

Nessa modalidade, assim como na anterior, o veículo é ocupado exclusivamente com artigos de um único cliente. Contudo, ao contrário da carga fechada, o caminhão não precisa estar lotado. Dessa forma, para otimizar esse tipo de frete de retorno, valem as mesmas dicas dadas para a carga fechada.

Carga fracionada

Tradicional no comércio eletrônico, a carga fracionada caracteriza-se pelo carregamento de diferentes cargas – de diversos clientes – com volumes e dimensões distintas, mas, com características similares. Além disso, as entregas são pulverizadas ao longo de uma rota previamente estabelecida.

Apesar dos desafios serem maiores, uma vez que esse tipo de demanda requer a coordenação de muitos endereços, manuseio de documentos fiscais e vários pacotes, esse tipo de frete, normalmente, representa as melhores chances de lucro. Se a transportadora souber se organizar e possuir contatos no destino final, pode conseguir retornar com bons volumes de cargas.

Carga urgente

É de um tipo de frete expresso. Por se tratar de um transporte com prazo muito curto, o valor de frete cobrado costuma ser maior. O que se recomenda nesse contexto é ter bons contatos com empresas que precisam desse tipo de serviço, uma vez que a demanda tende ser muito alta e a transportadora pode conseguir bons fretes de retorno constantemente.

Como garantir bons fretes de retorno?

Como mostramos conseguir bons fretes de retorno não é, meramente, um golpe de sorte, mas, planejamento. Abaixo, mostramos algumas situações onde as transportadoras podem garantir bons fretes de retorno.

Crie parcerias de negócio

Desenvolver bons relacionamentos de negócio é muito importante para fortalecer um mesmo segmento, além de consolidar a própria organização. É importante que as transportadoras tenham um bom convívio com os embarcadores, justamente para assegurar uma oferta de frete de retorno.

Cobre pela ida e volta em regiões mais remotas

Em algumas regiões do nosso país é realmente muito difícil conseguir voltar com o caminhão cheio ou, ao menos, com algumas cargas. Em casos como esse, avalie com critério todos os custos envolvidos na jornada e verifique se realmente valerá a pena para o seu negócio.

Em alguns casos, o recomendado é que se negocie com o cliente valores que cubram tanto a ida como a volta. Fazer isso é melhor do que correr o risco de acumular prejuízos. Portanto, analise com cautela cada situação.

Estude atentamente a rota definida

Além de criar as rotas por meio de ferramentas tecnológicas como a roteirização, por exemplo, é fundamental que o gestor estude a rota de determinada demanda. Assim, conhecendo melhor o destino final e suas redondezas será mais fácil prospectar oportunidades de frete, além de criar novas parceiras e clientes.

Conclusão

Esperamos que através deste artigo consigamos ajudar seu negócio a planejar melhor os processos de transporte, principalmente, a definição de rotas e o mapeamento de oportunidades de frete de retorno.

Agora que você aprendeu mais sobre o frete de retorno, descubra tudo sobre quais são os cinco principais custos logísticos nas empresas, além de definir medidas para gerenciá-los da melhor forma.

Recent Posts