Gestão de sinistro: tudo que você precisa saber!

Eventos inesperados, infelizmente, fazem parte da rotina das organizações. Furtos, acidentes, roubo de cargas e, até mesmo de veículos, lamentavelmente podem acontecer, ainda mais em um país tão violento como o nosso.

Somente em 2020, mais de 18 mil roubos de cargas foram registrados no Brasil, de acordo com a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística, a NTC.

Mas, felizmente, as empresas podem lidar com essa realidade, através de uma eficiente gestão de sinistros. Pensando nisso, no artigo de hoje, mostraremos o que é a gestão de sinistros e como ela funciona.

Desse modo, falaremos sobre:

  • O que é um sinistro?
  • O que é gestão de sinistro?
  • Como funciona a gestão de sinistros?

O que é um sinistro?

De acordo com o Dicio (Dicionário Online de Português), sinistro pode ser tanto um adjetivo como um substantivo. Neste artigo, utilizaremos a palavra em seu segundo modo, aplicando-a como um substantivo.

Sendo assim, de acordo com o dicionário supracitado, a palavra sinistro pode significar:

  • Desastre; circunstância que provoca perda, dor ou morte;
  • Dano material; perda de uma grande quantia em dinheiro;
  • Quaisquer prejuízos causados aos bens segurados.

Certamente, um aspecto salta aos olhos: quando um sinistro acontece, não é nada agradável. Na gestão de transporte, por exemplo, quando um sinistro acontece, normalmente, ele está vinculado aos veículos de uma frota.

E é justamente nesse contexto que a gestão de sinistro torna-se importante para as empresas, uma vez que seus objetivos são prevenir tais acontecimentos e amparar os envolvidos quando essas situações ocorrem.

Mas, o que é gestão de sinistro?

O que é gestão de sinistro?

Normalmente, esse assunto é vinculado a seguradoras e corretoras, mas, essas demandas também são relevantes para as organizações, pois, o objetivo principal da gestão de sinistros é diminuir, significativamente, gastos operacionais envolvidos nestes eventos.

Dessa forma, existem muitas vantagens para as empresas que implementam a gestão de sinistro, como maior agilidade para resolver essas situações, além de estabelecer mecanismos de prevenção e auxílio a eventuais vítimas.

Mas, como a gestão de sinistros funciona?

Como funciona a gestão de sinistros?

A primeira etapa é estudar em detalhes todas as áreas da sua empresa, principalmente aquelas mais sujeitas a apresentarem sinistros, conforme definimos no início deste artigo.

De forma bem simples, isso significa entender as atividades e processos desempenhados pela sua organização e os riscos envolvidos em cada um desses procedimentos, normalmente, vinculados à estrutura interna da sua organização.

A gestão de transporte, por exemplo, diretamente ligada à área logística de uma companhia, é um bom exemplo disso, principalmente, pela sua importância, uma vez que os gastos com logística chegam a ocupar a segunda posição dentro dos custos de uma empresa, ficando atrás, apenas, dos custos com pessoal.

A primeira etapa, é mapear os riscos, logo, é preciso entender aspectos, como:

  • Qual a condição, o tamanho e a periodicidade com que os veículos precisam de manutenção?
  • As rotas utilizadas levam em conta áreas de risco? Estão otimizadas?
  • Em quais horários a frota é mais utilizada? Existem muitos pontos de parada ao longo de uma rota? Quais são? Os locais por onde os veículos passarão são seguros?
  • Os motoristas são treinados para dirigirem de forma defensiva? Eles cumprem a jornada de trabalho? As habilitações estão em dia?
  • No caso do transporte de cargas, elas são condicionadas nos veículos corretamente? Dentro da lei?

Respondendo essas perguntas, que não são exaustivas, mas, apenas, nos servem de exemplo, certamente você conseguirá visualizar de forma clara os riscos a que sua empresa está exposta.

Diante disso, é possível planejar ações estratégicas para minimizar os principais gargalos operacionais dentro da sua gestão de transporte, visando reduzi-los ao máximo.

Tecnologias próprias para gestão de transporte podem ajudar muito neste processo. Nosso software para gestão de transporte é o mais completo do mercado, e pode ajudá-lo diretamente nesse processo, estabelecendo novos parâmetros operacionais.

Por meio do nosso sistema, você pode criar rotas completamente otimizadas de transporte, que levam em consideração áreas de risco e de grande violência, o que protege sua frota e a integridade de seus motoristas.

Ajudamos, ainda, a controlar a jornada dos motoristas, dispomos de telemetria avançada, que lhe fornece informações em tempo real de tudo que acontece com sua frota, inclusive, como seus motoristas dirigem, se são imprudentes, ou não.

Possuímos, também, rastreamento e monitoramento em tempo real, que permite o bloqueio remoto de qualquer veículo habilitado, em casos de roubo, furto, excesso de velocidade ou desvio de rota programada.

Entre em contato conosco! Estamos a sua disposição!

Conclusão

A gestão de sinistro, como mostramos, é importante para empresas que querem se manter competitivas, além de reduzir tais eventualidades e os custos envolvidos diretamente nesses acontecimentos.

Agora que você aprendeu mais sobre a gestão de sinistros e a sua importância para as empresas, aprenda mais sobre a importância da auditoria logística para as organizações, sobretudo, aquelas que lidam diretamente com gestão de transporte.

Recent Posts