Como gerenciar a logística no agronegócio?

Apesar da logística oferecer os mesmos instrumentos de gestão para diversas empresas em mercados diferentes, existem características próprias de alguns mercados que tornam a equação gerencial mais difícil.

Mercados que lidam com o transporte de alimentos, por exemplo, diferentemente de outros mercados, precisam considerar a preservação dos alimentos até a chegada aos supermercados e hortifrútis.

A logística e a gestão de transporte no agronegócio vão muito além do transporte de alimentos dos produtores até os consumidores. A aquisição de suprimentos para a própria operação e para o cultivo, o armazenamento e a distribuição de insumos, requer uma gestão eficiente e funcional para o sucesso dessa empreitada.

Por isso, no artigo de hoje, mostraremos a importância da gestão logística para o agronegócio em cada uma das etapas deste processo, e os cuidados que as empresas devem tomar em cada uma dessas fases.

No artigo de hoje, falaremos sobre:

  • Suprimentos
  • Produção
  • Distribuição

Suprimentos

Dentro da logística do agronegócio, o primeiro desafio da gestão são os suprimentos. Toda célula agropecuária precisa de insumos para funcionar e viabilizar seus processos produtivos.

Nessa etapa, a logística de suprimentos auxilia os gestores a compararem preços e analisarem fornecedores, sendo essa etapa fundamental no suporte à produção e a comercialização, bem como aos processos posteriores na dinâmica logística em uma operação agropecuária.

A função do gestor é manter a operação sempre em funcionamento, portanto, sua atividade é estudar o tipo de carga a ser transportada e suas particularidades, o tempo de entrega e os custos dessa aquisição, sempre com o objetivo de manter a indústria em atividade.

Além de cotar os valores dos insumos, outro desafio é tomar a melhor decisão quanto ao transporte. Isso se faz necessário, uma vez que o transporte pode inviabilizar determinado fornecedor, sempre que a relação entre o volume adquirido e distância impossibilitar a negociação, tornando-a muito onerosa.

Isso é comum com a aquisição de adubo, a título de ilustração. Mesmo tendo o custo baixo, muitas vezes, em virtude da distância de determinado fornecedor, os custos de frete ficam muito caros. Diante disso, a logística de suprimentos analisa a situação para tomar a melhor decisão.

Produção

As etapas relacionadas à produção estão diretamente ligadas à qualidade dos produtos e a perspectiva de lucro de uma empresa agropecuária. Nessa etapa, a logística irá se ocupar com a movimentação interna. O manuseio, a armazenagem, a estocagem e a preparação dos itens para entrega formam o contexto de trabalho.

Além disso, em virtude da sazonalidade climática que o setor enfrenta em alguns períodos do ano, os gestores logísticos precisam se atentar às práticas que assegurem a disponibilidade da produção durante todo o ano.

Muitos produtos do mercado agropecuário possuem validade curta, sendo assim, é muito importante que os gestores estejam atentos à sua validade e façam uma eficiente gestão de estoque, evitando perdas e desperdícios.

Distribuição

A distribuição é a cereja do bolo. O profissional que atua na gestão logística do agronegócio, nessa etapa, deve lidar com uma série de questões importantes. Os itens que serão distribuídos são frágeis e perecíveis, demandando, portanto, atenção especial.

Ao embarcar os itens, é necessário que as embalagens escolhidas sejam adequadas a cada produto, estejam em bom estado e suportem algum peso, dada as peculiaridades do transporte, normalmente, via empilhamento.

A umidade e a temperatura são controladas no caminhão, justamente, para assegurar a qualidade das cargas até o destino final. Produtos sazonais, como algumas frutas de estações específicas, devem ter a atenção redobrada, uma vez que perdas são ainda mais desastrosas.

Por fim, é função dos gestores definirem corretamente a rota de transporte, cumprirem os prazos, em virtude da característica das cargas e se atentarem a outros fatores, como os custos com pedágio e combustível, por exemplo.

Contar com empresas parceiras é muito importante nesse momento. Nossa plataforma para gestão de transporte, o iTransport, é a tecnologia mais completa do mercado, além da expertise da nossa equipe, e podemos ajudá-lo a simplificar e tornar mais seguro esse processo gerencial.

Conclusão

Como mostramos, os desafios da logística do agronegócio são muitos, mas, com as ferramentas de gestão adequadas e a experiência de execução, as rotinas de uma operação agropecuária poderão ser imensamente simplificadas. Conte com nossa plataforma para facilitar sua gestão e reduzir seus custos logísticos e operacionais.

Agora que você aprendeu mais sobre a importância da logística no agronegócio e como aplicá-la corretamente, descubra tudo sobre carga seca, seu significado, qual a sua importância e como administrá-la corretamente.

Recent Posts