Logística para e-commerce: o guia completo!

Com o surgimento das lojas virtuais a forma como produtos e até mesmo serviços passaram a ser consumidos, gerenciados e pensados mudou completamente e, tudo isso, aconteceu em poucos anos.

Além disso, vários outros aspectos foram acrescentados e revolucionaram as experiências dos clientes, como a disponibilização de ofertas 24 horas por dia durante 7 dias na semana, além de várias opções disponíveis para um mesmo produto.

Se por um lado os clientes experimentaram novas possibilidades de consumo, por outro, as empresas tiveram que se atentar mais com o planejamento logístico, uma vez que o comércio eletrônico possui peculiaridades distintas do varejo físico.

Apesar do conceito de logística ser o mesmo para qualquer situação, a logística do varejo virtual possui características únicas, que demandam esforços, análises e planejamentos distintos da logística aplicada ao varejo tradicional.

Sendo assim, no artigo de hoje, mostraremos os principais pontos envolvidos na logística do comércio eletrônico. Através deste artigo, esperamos ajudá-lo (a) a desenvolver as melhores estratégias para a sua empresa.

No artigo de hoje, você aprenderá sobre:

  • Peculiaridades do varejo digital
  • Etapas da venda virtual
  • Preparação do pedido
  • Processamento do pedido
  • Confirmação do pedido
  • Entrega
  • Logística para e-commerce: aspectos importantes

Peculiaridades do varejo digital

O varejo digital possui características específicas que exigem um esforço conjunto de muitos agentes, além da disposição de aprendizagem e evolução. Essa atividade envolve diretamente outras empresas importantes para o sucesso organizacional.

Fornecedores, transportadoras, operadores logísticos, além de outras empresas prestadoras de serviço virtuais, como companhias de marketing e serviços de infraestrutura digitais.

Além disso, existem outras características próprias do varejo virtual que o tornam bastante específico. A “loja” funciona 24 horas por dia, além disso é importante que existam informações claras sobre os produtos comercializados.

Ademais, o ciclo de entregas é menor, a comunicação torna-se estratégica e central para o sucesso do negócio e o tempo de exposição da marca é aumentado, isso, quando comparado ao varejo tradicional.

Por fim, vale ressaltar que a distribuição é otimizada, uma vez que intermediários normalmente são eliminados, visando rapidez na entrega, fluidez e redução de custos operacionais.

Etapas da venda virtual

O processo de venda virtual se diferencia de um venda tradicional, isto é, aquele tipo de transação física em que o cliente vai até a loja, analisa as opções, experimenta o produto e o compra.

As vendas digitais possuem etapas e estratégias diferentes e, a partir de agora, veremos quais são essas etapas, as atividades envolvidas em cada uma e uma breve descrição.

1 – Preparação do pedido

Ao acessar o site, o comprador precisa localizar o produto pretendido, analisar suas informações, além de aspectos relacionados ao estilo do produto e tomar sua decisão de compra. Por fim, deve realizar o pagamento, “transmitir ao site” e aguardar a aprovação financeira.

2 – Processamento do pedido

Após realizar o pedido, cabe ao site e aos parceiros de negócio envolvidos no processo, como alguns fornecedores, empresas antifraude e as administradoras de cartões de crédito, analisar o pedido, verificá-lo e validar a operação. Em seguida e devidamente aprovado, o pedido segue para o departamento financeiro.

3 – Confirmação do pedido

Nesta fase, a compra é confirmada (transação financeira). Em seguida, o pedido é separado ou encomendado junto ao fornecedor, embalado, há a emissão da nota fiscal e a separação para o transporte. É a partir deste momento que o tempo de entrega é contado.

4 – Entrega

Compreende a fase final de uma venda digital. Nesta etapa, a mercadoria é enviada ao destinatário. Ressaltamos que pode ser oferecido ao comprador a opção de rastreamento após a entrega do pedido ao transportador.

Todas estas etapas são fundamentais para o planejamento logístico do comércio virtual e influenciam diversas decisões e processos relacionados a separação do pedido, entrega, tipo de veículo utilizado, dentre outras decisões.

Logística para e-commerce: aspectos importantes

Operações de varejo digital são complexas e envolvem diversos cuidados. O aspecto logístico é fundamental para o sucesso e a sobrevivência dessas organizações.

Por isso, é fundamental que se utilizem sistemas para gestão de transporte que auxiliem os gestores a administrar a operação, inclusive, se houver terceirização dos serviços de transporte e entrega.

Além disso, outras tecnologias devem ser utilizadas, principalmente, com vistas a otimizar partes do processo. A roteirização, por exemplo, deve ser aplicada a chamada “última milha”, isto é, a última parte do processo de entrega.

Conclusão

Como vimos, as vendas virtuais necessitam de um planejamento alinhado à realidade operacional, investimentos em tecnologia são necessários para otimizar os processos e auxiliar a empresa a reduzir custo.

Agora que você aprendeu mais sobre a importância da logística para empresas de e-commerce, descubra tudo sobre como saber se um veículo de frota está realmente na rota planejada.

Recent Posts