Redespacho: o que é, como funciona e quais as vantagens

Muitas pessoas não sabem, mas, determinados tipos de entrega envolvem mais de uma empresa, ainda que o cliente tenha contratado apenas uma para realizar o serviço desejado.

Esse processo é conhecido como redespacho. Essa atividade é comum no contexto logístico, e serve de apoio às atividades operacionais de uma transportadora, sobretudo, facilitando o atendimento de demandas menos usuais.

Diante disso, no artigo de hoje mostraremos o que é redespacho, como esse procedimento funciona, quais tipos de redespacho existem, além de apontar alguns benefícios dessa atividade.

Sendo assim, falaremos sobre:

  • O que é redespacho?
  • Como funciona o redespacho?
  • Quais são os tipos de redespacho?
  • Quais são seus benefícios?

O que é redespacho?

O redespacho é um tipo de serviço que prevê a subcontratação de uma transportadora terceira para realizar determinado serviço. Esse nome designa exatamente a essência do processo, isto é, a realização de um novo despacho.

O responsável original pelo despacho, por questões operacionais ou por algum outro motivo, não consegue atender a demanda do cliente de forma integral. Assim, contrata uma segunda transportadora para realizar parte do trajeto.

Nesse caso, a contratante é chamada de redespachante e a outra contratada de redespachada. Mas, na prática, como o processo de redespacho funciona? É o que mostraremos agora!

Como funciona o redespacho?

Inicialmente, um embarcador estabelece um contrato com uma transportadora. Nesse contrato, tanto uma pessoa física como uma jurídica, contratam uma transportadora para realizar o envio de determinada remessa, em condições específicas e bastante claras.

Contudo, nem sempre uma transportadora tem condições de realizar o serviço, ou por ter uma cobertura geográfica limitada ou por questões puramente operacionais. Sendo assim, não querendo recusar o serviço, é possível recorrer ao redespacho.

Pense, por exemplo, em uma carga que precisa ser movimentada do Rio Grande do Sul ao Pará. A transportadora X é contratada para realizar o serviço, mas, seu raio de entrega é até Minas Gerais.

Nessas circunstâncias, uma transportadora Y pode ser contratada pela transportadora X para realizar o redespacho de Minas Gerais até o Pará. É importante salientar que o cliente, todavia, só contrata uma transportadora.

Quais são os tipos de redespacho?

Existem dois tipos de redespacho, o redespacho tradicional, que acabamos de mostrar e o chamado redespacho intermediário, onde duas outras transportadoras estão diretamente envolvidas no processo.

O redespacho intermediário acontece quando existe ao menos um ponto intermediário entre duas transportadoras. No exemplo anterior, é possível que a transportadora Y só leve a carga até o Maranhão. Então a empresa Z é contratada para realizar a rota final, do Maranhão até o Para.

Quais são seus benefícios?

O redespacho oferece muitos benefícios às organizações que utilizam esse processo como complemento ao seu rol de ofertas, principalmente, aumentando a capilaridade no atendimento.

Dentre os principais benefícios, podemos destacar:

  • Atendimento a demandas diversificadas;
  • Maior qualidade nas entregas;
  • Redução de custo;
  • Diferenciação em oferta.

Conclusão

Como mostramos, o redespacho é uma opção que pode contribuir com o aprimoramento das ofertas de uma transportadora, principalmente no que diz respeito à sua cobertura de mercado.

Agora que você aprendeu mais sobre o que é redespacho e como ele funciona, descubra tudo sobre o que é 5G, como ele funciona e quais serão seus impactos quando for implementado nacionalmente.

Recent Posts