Roteirização: o guia completo

Já há algum tempo, o mercado de gestão de frotas têm percebido a importância de utilizar a tecnologia na evolução de seus negócios, com foco na redução de custos, na evolução operacional, no controle e no gerenciamento logístico e na criação de valor através do aperfeiçoamento dos níveis de serviço.

Hoje, abordaremos neste post a necessidade e os diversos benefícios que a roteirização para transportes proporciona às operações logísticas.

O que é roteirização para transportes?

Mas, o que vem a ser a roteirização para transportes? A roteirização é um processo de otimização, observado no nível operacional, que consiste na definição de itinerários (rotas) ótimos, sejam eles urbanos, intermunicipais, interestaduais ou internacionais.

Exemplificando…

Vamos imaginar a seguinte situação: a empresa X, localizada na cidade de São Paulo deve entregar em Belo horizonte, dentro de alguns dias, alguns produtos ou insumos.

Tradicionalmente, ao programar o processo, o gestor estabelece uma série de procedimentos necessários à realização do serviço, como: o dimensionamento da carga, o planejamento orçamentário relativo aos custos envolvidos na atividade, o tempo gasto em cada janela operacional, as regiões específicas que não permitem a circulação do modal selecionado para a entrega e uma série de outras programações pontuais.

Após realizar o planejamento de entrega, e definir uma série de outros parâmetros, o processo se inicia.

Como a roteirização funciona?

Mas, e a roteirização, onde entra? Além de auxiliar o gestor na programação, é ela quem vai apontar o caminho mais rápido entre São Paulo e Belo Horizonte.

Assim, somente através da roteirização, as empresas conseguem entregar qualquer que seja a carga, sempre no menor tempo e pelo caminho mais curto possível.

Benefícios da roteirização

Um dos grandes trunfos da roteirização é seu poder de adaptabilidade. Ela não se restringe apenas à otimização dos itinerários direcionados ao transporte de cargas. A tecnologia pode ser aplicada em vários contextos, desde o transporte de passageiros (fretado) ao compartilhamento de veículos (car sharing).

Além de reduzir o tempo de entrega, graças à roteirização, a emissão de poluentes é drasticamente reduzida, uma vez que, ao otimizar as rotas, a distância entre os pontos torna-se menor e, naturalmente, os veículos rodam menos.

Ainda, o consumo de combustível, a quilometragem percorrida e o desgaste dos componentes mecânicos dos veículos experimentam um ciclo de uso mais otimizado.

Como fazer a roteirização?

Mas, talvez você esteja se perguntando, como fazer a roteirização? Atualmente, o mercado de soluções tecnológicas voltadas para gestão de transporte oferece muitas soluções a um baixo custo, possibilitando o acesso a um sistema completo por um preço, às vezes, surpreendente.

Os métodos utilizados na construção de rotas otimizadas e as ações promovidas para fazê-las, carecem de instrumentos geográficos, tecnológicos e físicos. Estes dispositivos, alinhados à realidade operacional, revolucionam a logística organizacional.

Aplicação da tecnologia

Em linhas gerais, utilizam-se mapas para definir as melhores rotas, estudos são realizados para avaliar a recorrência de visita a pontos geográficos relevantes em períodos e prazos constantes, além de outras análises.

Além do mais, auxiliadas pela tecnologia, informações de telemetria, gerenciais e financeiras são produzidas e armazenadas em dispositivos externos à organização, as famosas nuvens de internet, que pontualmente transferem para as bases computacionais da empresa as informações colhidas e compiladas, facilitando enormemente as análises realizadas, o controle gerencial e o conhecimento multidisciplinar de toda a operação.

Agora que você sabe o que é a roteirização e qual sua importância para a gestão de transporte, que tal aprender mais sobre como escolher o melhor software para gestão de transporte para sua empresa.

Recent Posts