O que é última milha?

Ao passo em que os meios de comunicação foram se desenvolvendo, a forma como produtos passaram a ser comercializados, também se transformou.

Do contato direto na loja física com o promotor de vendas, a experiência de compra evoluiu, tornando-se digital e acessível a diversos públicos, seja pela globalização das plataformas de venda online ou modernização dos meios de pagamento em massa.

Todavia, a percepção de qualidade e a satisfação dos clientes relaciona-se, diretamente, com a última parte do processo de entrega, a chamada última milha.

Por isso, no artigo de hoje, mostraremos o que é a última milha, sua importância dentro do processo de distribuição e como as empresas podem torná-la melhor e direcioná-la cada vez mais à experiência do cliente.

O que é última milha?

Antes de mostrarmos o conceito de “última milha”, vamos contextualizar o âmbito de sua existência. Assim, será mais fácil compreender sua realidade e porque ela é tão importante para a distribuição de e-commerce e plataformas de venda online.

Porque a última milha for criada?

Com o desenvolvimento do comércio mundial e a migração da experiência física para a distribuição online, muitos empecilhos à gestão organizacional manifestaram-se no dia a dia das empresas.

Administrar toda uma cadeia logística, por si só, é uma atividade muita complexa. Agora, imagine gerenciar diversas cadeias de produtos diferentes, com diversos outros agentes e peculiaridades?

Além disso, dada a transparência demandada pelos consumidores, a última milha permitiu que tecnologias específicas fossem desenvolvidas com o intuito de fornecer informação ao cliente e deixá-lo seguro, como exemplo, podemos citar o código de rastreamento.

Mas é importante ressaltar que processos de última milha não necessariamente são utilizados por todas as empresas, a depender de cada situação, estrutura e estratégia, a última milha não é a melhor das soluções, sobretudo, quando há demanda por centralizar a gestão.

Conceito de última milha

A última milha, como o próprio nome sugere, é a última etapa do processo de entrega de uma mercadoria. Normalmente, é compreendia como última milha (do inglês, last mile) a distância entre o centro de distribuição e a casa do cliente, isto é, a etapa final da viagem de algum produto até a residência do seu comprador.

Dentre as etapas do processo de envio de uma mercadoria, existem muitas atividades importantes no que diz respeito ao despacho de um produto. Todavia, a única etapa percebida pelo cliente é, justamente, a última milha. É nesta hora que a mensuração de qualidade ocorre.

Outra especificidade desta última etapa é o custo. Cerca de 30% do custo total de uma entrega é observado no último trecho percorrido antes de o cliente receber seu produto. Por isso, é importante que as empresas estejam atentas e controlem acuradamente o processo de envios.

Qual a importância da última milha?

Evidentemente, para que processos de última milha sejam qualificados, as etapas anteriores devem, de igual modo, funcionar bem. Por isso, o gerenciamento das ordens de serviço, do centro de distribuição, bem como, de todo o processo de venda, também, deve ser realizado com atenção.

Através da última milha, muitas empresas puderam ampliar a cobertura de atendimento geográfico de seus negócios, sobretudo, acessando regiões distantes dos grandes centros urbanos.

Além disso, foi possível desenvolver novas formas de atendimento, aprimorando cada vez mais o serviço de frete, com entregas no mesmo dia, além de reduzir os prazos de entrega.

Também, novas tecnologias foram desenvolvidas, como o famoso e adorado código de rastreamento, como citamos no início deste artigo.

Como aprimorar a última milha?

Para aprimorar a última etapa de uma entrega, as empresas, quando executam todo o processo, deveriam empregar tecnologia para desenvolver ainda mais a última milha.

Normalmente, o volume de um grande e-commerce é localizado, isto é, grande parte de suas vendas estão localizadas nos grandes centros urbanos. Assim sendo, para reduzir custo e aumentar a eficiência operacional, instalar centros de distribuição próximos aos grandes centros é uma medida estratégica.

Além disso, utilizar as melhoras rotas, quer dizer, as mais rápidas, até os locais de entrega é uma medida que, além de reduzir custos operacionais e a emissão de poluentes, permite ao cliente receber a mercadoria com mais rapidez. Isso é possível através da roteirização.

Para saber mais sobre roteirização, leia este artigo completo que escrevemos sobre o tema!

Ainda, desenvolver o ambiente dos centros de distribuição, tornando-os mais eficientes e otimizados facilitará a emissão e expedição de pedidos, além de descomplicar as atividades relacionadas à logística de transporte.

Por fim, utilizar ferramentas de análise e previsibilidade de dados, auxiliará gestores e c- level a compreenderem melhor as necessidades dos clientes e a própria estratégia da organização.

Conclusão

Como vimos, a última milha é uma etapa fundamental no processo de entrega de empresas que se propõem a comercializar produtos no ambiente virtual. Todavia, é importante que o façam com atenção, controle e qualidade.

Por isso, utilizar tecnologia é uma opção mais que recomendável, pois, além de reduzirem custo e otimizarem algumas atividades, permitirá que atendam melhor os clientes e desenvolvam ainda mais o ambiente de negócios.

Agora que você aprendeu sobre o que é última milha e qual sua importância, descubra mais sobre renovação de frota, aprendendo a analisar cinco sinais importantes que indicam a necessidade de renovação.

Recent Posts