Pneus: o guia completo

Muitos motoristas que circulam pelo nosso país desconhecem informações básicas relacionadas à manutenção automotiva, como o tempo correto de substituição do óleo do motor, a durabilidade da bateria e de um dos principais componentes de segurança de qualquer automóvel, o pneu.

Por isso, no artigo de hoje apresentaremos todas as informações que você precisa saber sobre os pneus, qual sua função, durabilidade, como atuam em prol da segurança e diversas curiosidades.

Qual a função dos pneus?

Em qualquer automóvel, independentemente de potência ou quantidade de rodas, o único ponto de contato (atrito) entre o solo e o automóvel é o pneu. O pneu, produto de altíssima tecnologia, é responsável por suportar o peso do veículo quando está parado, carregado e durante seu deslocamento, ao frear, acelerar ou nos casos de travamento das rodas, contexto observado em veículos não equipados com sistema ABS.

Além disso, é função do pneu transmitir a potência desenvolvida pelo motor ao solo quando o veículo acelerar, frear e realizar curvas. Os pneus também foram projetados para rodarem de forma homogênea, quer dizer, é função dos pneus fornecerem ao condutor e ao passageiro conforto, segurança e prazer de condução, além de guiar o veículo com precisão em qualquer tipo de solo.

Por fim, é função dos pneus amortecerem as imperfeições da estrada, prolongando o ciclo de vida dos componentes mecânicos do veículo e sua durabilidade constante (em condições de uso recomendadas pelo fabricante) ao longo de sua vida útil.

Qual a durabilidade média de um pneu?

Muitos motoristas desconhecem um fator importante na hora de substituir um pneu: seu prazo de validade. Assim como alguns outros componentes mecânicos, os pneus possuem prazo de validade, a contar de sua data de fabricação.

Todos os pneus (sejam de carros, motos, caminhões ou ônibus) possuem o código DOT ao longo de sua superfície. Mas, o que significa a marcação DOT?

O que significa “DOT” em meu pneu?

Para quem não sabe, DOT é a abreviação de uma sigla americana que significa “Department of Transportation (Departamento de Transporte)”.

O número DOT têm quatro dígitos. Os primeiros dois dígitos indicam a semana em que o pneu foi produzido, como por exemplo: 37. O ano de produção vem logo em seguida. Se pegarmos então o exemplo de 3717, significa que o pneu foi produzido na 37º semana de 2017.

Na prática, o código DOT é seguido por algumas letras e números e sua correta interpretação depende da leitura adequada destes caracteres, observe:

DOT Y16L 26X2 3717

Y16L – Código da Fábrica
26X2 – Tipo de construção do pneu (pneus radiais)
3717 – Semana e ano de fabricação (37ª semana de 2017)

Agora que você sabe tudo sobre o código DOT, atente-se ao prazo de validade do seu pneu e substitua-o corretamente.

Manutenção nos pneus?

Calma, não precisa se assustar. Realmente, os pneus precisam de uma manutenção específica para entregar tudo para o que foram produzidos, chama-se calibragem.

A calibragem é um fator fundamental na vida útil dos pneus e na sua atuação. A não observação desta ação reduz drasticamente a vida útil dos pneus, os desgasta prematuramente e interferem na segurança que eles fornecem aos ocupantes do automóvel. Veja estas cinco dicas que te ajudarão a realizar o procedimento da forma correta.

  1. Utilize sempre a pressão recomendada pelo fabricante ao calibrar os pneus;
  2. Verifique as pressões dos pneus e realize a calibragem quando o pneu estiver frio;
  3. Não se esqueça de calibrar o estepe segundo as recomendações do fabricante;
  4. Examine as válvulas (local onde o ar é admitido pelo pneu) e recoloque a tampinha no lugar;
  5. Não retire o ar quente dos pneus.

Esperamos que essas dicas te ajudem a manter os pneus do seu automóvel sempre em ótimas condições de funcionamento. O que nos resta agora é lhe desejar boa viagem e bons deslocamentos pelas estradas e avenidas do nosso país.

Agora que você sabe tudo sobre os pneus, aprenda como implantar a roteirização em sua operação de transporte através de um método eficiente.

Recent Posts